Um prazer não inofensivo

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter

Por Miguel Soriani

O consumo de pornografia geralmente é visto não somente como algo natural, mas também como uma recompensa necessária após um dia estressante, um comportamento próprio dos homens, ou até mesmo um prazer inofensivo.

Porém, na verdade, parece que não é bem assim. A seguir, enumero três características do vício em pornografia que nos mostram o quanto ela pode ser nociva para si e para o relacionamento.

1) A pornografia faz com que você fique mais crítico:

Jennings Bryant e Dolf Zillman, dois pesquisadores da Universidade do Alabama, estudaram os efeitos da pornografia ao longo dos últimos vinte e cinco anos. Eles descobriram que a pornografia faz com que o consumidor se torne cada vez mais insatisfeito com a aparência física da parceira, ou do parceiro.

Não é rara a impressão de que a pessoa com quem se relaciona não pareça tão atraente assim. Isso se deve à mudança de percepção causada pelo consumo contínuo de material pornográfico, que resulta no olhar insatisfeito em relação ao outro. Quanto mais consumo, maior insatisfação e, por conseguinte, maior crítica em relação à aparência alheia.

Inclusive isso vai se tornando bem óbvio se olharmos com atenção, dado que os atores e atrizes vídeos pornográficos tocam o ideal de perfeição na sensualidade, causando no observador o desejo pelo distante e platônico amor. Esse desejo pode provocar um afastamento emocional aqui do ser humano concreto e real, pois afinal a vida normal é imperfeita, cheia de erros e acertos, cheia de beleza e defeitos. Assim, a pessoa real é vista como incompleta e com um corpo não tão atraente assim, enquanto a dos vídeos provoca um desejo quase insaciável.

2) A pornografia destrói a confiança nos relacionamentos:

O consumo de pornografia também quebra a confiança que existe entre marido e mulher, namorado e namorada, noiva e noivo. Por conta do caráter progressivo, o consumidor de pornografia tenta parar e não consegue, tenta não ultrapassar alguns limites, mas frequentemente falha. Isso tende a acabar com a confiança que antes existia no relacionamento.

Em meu Instagram, recebo diariamente inúmeros depoimentos de mulheres que sofrem com o vício do marido. São mulheres que perderam a confiança depois de fragá-lo assistindo escondido e sentem uma enorme dificuldade para reestabelecer a confiança perdida.

Não canso de dizer que a pornografia mata o amor. Mata também a confiança e, sem confiança, qualquer relacionamento desmorona com o tempo.

3) A pornografia aumenta a insatisfação com sexo real:

O consumo de pornografia faz  o consumidor sentir cada vez menos prazer com o sexo de verdade. O usuário de pornografia acredita que sexo real é apenas uma pornografia de baixa qualidade. Quanto mais se consome pornografia, mais se quer consumir e menos prazer se sente na relação sexual.

Toda a performance encenada pelos atores e atrizes, com o uso de estimulantes, a exibição de corpos esculturais e atitudes bizarras não sucedem normalmente na vida do dia a dia. Um casal real precisa trabalhar, sofre estresse, dedica-se aos filhos e, quando possível, busca um momento de intimidade para reviver o amor.

Entretanto, a pornografia chega a transformar esses momentos de intimidade em decepção, em estar cansado demais para se doar ao outro, em desinteresse, em sexo meramente por “cumprir tabela” – quando há sexo. Por essa perda de interesse no sexo real, infelizmente existem casais que passam meses ou anos sem intimidade sexual.

Para ler o artigo sobre “O vício em doses homeopáticas”, clique aqui.

Vendo tudo isso, será que de fato consumir pornografia compensa? Ela entrega o quanto promete? Caso nos deixemos iluminar por algum clarão da sinceridade, seremos obrigados a admitir que não. A pornografia não entrega o resultado esperado, ela não entrega uma recompensa que se sobreponha a todas as mentiras e ilusões. Mais do que um problema individual, o consumo de pornografia é um problema global que não afeta apenas quem consome: ele macula o outro e toda a sociedade.

Assine nossa Newsletter e receba os posts e novidades diretamente no seu E-mail.

Siga-me nas Redes Sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.